Português Español English

QUACC

Mostrar items por tag: comportamento

Seu sistema imunológico quem define quantos amigos você vai ter.

Por Ana Carolina Leonardi - Revista SuperInteressante

A vida em sociedade é um grande desafio para o seu corpo. Quanto mais interação social, maior a exposição a microorganismos e, por isso, o sistema imunológico teve que evoluir junto às nossas habilidades sociais. O que cientistas da Universidade de Virgínia descobriram agora é que o sistema imunológico também age regulando o seu comportamento perto de outras pessoas.

Os cientistas criaram uma geração de ratos que não produz interferon-gama, uma molécula (também produzida no corpo humano) importante no combate de vírus, bactérias e alguns protozoários. A ausência dela teve um efeito determinante nas relações sociais entre os ratos.

Os ratinhos imunodeficientes se isolavam, tinham comportamentos antissociais e muita dificuldade de se relacionar uns com os outros. Quando os pesquisadores observaram o cérebro deles com ressonância magnética, descobriram que parte do córtex pré-frontal não estava se comportando normalmente. É justamente essa região que é responsável por regular como você age em grupo e sua habilidade para fazer amigos.

Depois, eles injetaram a molécula de volta no sistema imunológico dos ratos. O resultado foi imediato: a ressonância passou a apresentar resultados normais e os ratinhos voltaram a se relacionar entre si.

Os autores do estudo estão certos de que os resultados indicam que o sistema imunológico ajuda a regular comportamentos sociais e traços de personalidade. A teoria deles é que a evolução tenha um papel importante nessa relação: ela tornava as pessoas mais saudáveis mais sociáveis, e as mais vulneráveis mais isoladas, para que evitassem andar em grandes grupos, o que aumenta a chance de contaminação por microorganismos.

Mas mais do que determinar se você vai ser uma pessoa cheia de amigos ou menos popular, os cientistas estão animados com o significado dessa descoberta para doenças como autismo e esquizofrenia.

Com a deficiência imunológica, o cérebro dos ratos tinha regiões do córtex hiperativas, igualzinho acontece com pacientes autistas. A partir da reintrodução do interferon-gama, o cérebro voltou ao normal.

Se o palpite dos cientistas estiver certo, a chave para a cura do autismo (e o segredo da popularidade) pode estar bem longe do cérebro, no sistema de proteção do corpo onde ninguém tinha pensado em procurar.

Amizade no Trabalho por Nathalia Damasceno e Evelise Oliveira

Todos nós temos aquele amigo para ligar às 2h da manhã depois de sair de um bar, ou aquele amigo do churrasco de domingo, aquele que escuta a gente chorar, amigos de infância, amigos de escola, faculdade, amigos de trabalho. Este último em questão sempre gerou muitas discussões: como ser amigo e ser profissional? Como ser amigo e ser chefe? A resposta é: maturidade.

Toda relação de amizade exige que tenhamos maturidade para ser amigo, exige que existam limites, os nossos limites, os limites do outro, limites para respeitar. Que fiquemos confortáveis em ser nós mesmos porque teremos alguém para entender esse nosso jeito. Relações profissionais exigem maturidade e limites como toda relação, mas ficam melhores se também tivermos um amigo.

Existem empresas que não incentivam a relação de amizade entre os colegas de trabalho Pense bem, passar o dia com aquela pessoa e não poder criar vínculo? Colegas de trabalho são as pessoas com que passamos a maior parte do nosso dia. Uma pesquisa feita pela rede profissional LinkedIn diz que, em todos os países pesquisados, 46% dos profissionais dizem que a amizade é importante para trazer felicidade no trabalho. Segundo os entrevistados, manter relacionamentos pessoais na empresa faz com que eles se sintam conectados, mais motivados e produtivos. O estudo comparou os resultados para diferentes gerações de profissionais: entre a geração Y (pessoas entre 18 e 24 anos), 67% estão propensos a compartilhar detalhes pessoais, incluindo salário, relacionamentos e questões familiares com colegas de trabalho. Já na geração Baby Boomers (entre 55 e 65 anos), apenas um terço mantém esse relacionamento.

Perguntamos para nossa Chief Human e Happiness Officer, Jandira de Paulo, sobre as relações de amizade no trabalho: “Muitos já falaram sobre este tema, mas creio que um ambiente saudável impacta diretamente nos indicadores de resultados e na tomada de decisão, afinal o clima organizacional saudável é fator determinante nas equipes de alta performance... Boas relações no trabalho são uma parte fundamental na vida profissional. Amigos de trabalho tornam a vida melhor e aumentam a satisfação profissional. É muito bom ter verdadeiros amigos no trabalho!”.

Para que a relação seja saudável, é preciso separar a amizade e as funcionalidades do trabalho. Seja gentil, mas seja firme. Tome as decisões necessárias de acordo com a sua função e o seu cargo, imponha-se. Aquele amigo vai entender se você o respeitar. Por mais duro que você precise ser, não seja grosseiro. Entenda que o outro também possui limites. Amizade entre chefe e subordinados é totalmente possível desde que haja maturidade para entender que, no trabalho, aquele amigo é seu chefe e precisa ter o comando, precisa criar soluções, desde que o chefe entenda que precisa comandar sem humilhar, só porque ele é seu amigo e você na cabeça dele tem que entender como ele é. Nada de excessos.

 

Respeito, gentileza e humildade são três ferramentas que farão qualquer amizade perdurar; principalmente no ambiente profissional, precisamos regar a amizade com essas três atitudes dia após dia. Amizade se constrói: quando está sólida, não é qualquer ventinho que vai derrubá-la, até mesmo aquele ventinho que aparece em algumas situações no ambiente de trabalho. Seja feliz, seja amigo do seu companheiro de trabalho.

[...] O gato de Schrödinger – seu destino é o de viver e viver parcialmente. O pobre animal sofre de uma crise de identidade peculiarmente quântica, estando indefinidamente suspenso num estado intangível no qual não está nem vivo nem morto [...] (ZOHAR, 1990).

A seleção de candidatos é um desafio para gestores e recrutadores. Para facilitar, mapeie todos os cargos da empresa.

Colocar a pessoa certa no lugar certo é o grande desafio dos gestores, especialmente dos responsáveis pelas áreas de seleção e de recrutamento de pessoal. Como garantir a contratação da pessoa adequada?

A dica dos consultores é para que o trabalho comece antes mesmo de a vaga ser aberta: mapeie todos os cargos da empresa, definindo as tarefas de cada um e o perfil de quem desempenhará as funções. Com a vaga aberta e ciente do que ela exige, o gestor ou recrutador deve divulgá-la no maior número de canais possível, para potencializar o alcance. “É interessante divulgar em jornais, em ferramentas online e, principalmente, em redes sociais. Hoje, muitas empresas divulgam vagas em suas páginas no Facebook”, indica o consultor do Sebrae-SP, Daniel Palácio.

Escolhidos os candidatos que participarão do processo, Palácio recomenda que o recrutador não faça apenas um teste. “Se a seleção tiver apenas uma fase, é mais fácil de ser enganado pelo entrevistado. Então, proponha algo por escrito para averiguar as aptidões dele para a função, além da entrevista”,afirma.

Assim como o recrutador precisa identificar a pessoa ideal para o cargo, o candidato quer mostrar que é o melhor para a função. “Leia o currículo do candidato, verifique a presença dele nas redes sociais e tire todas as dúvidas antes da tomada de decisão”, orienta o consultor.

A escolha do canal de divulgação da vaga também deve obedecer ao perfil do cargo. A Jogá Pesca, fabricante de acessórios para pesca localizada em Matão (SP), recorre ao Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) para buscar candidatas a costureira, função que corresponde a 60% do total de funcionários da empresa. O gerente-geral da companhia, Leandro Borela, explica que, para cada vaga aberta, o processo de seleção analisa dez candidatas. Com os currículos em mãos, Borela busca referências nas empresas anteriores e verifica o perfil nas redes sociais. Ele reclama da falta de padronização dos currículos. “Em praticamente 90% deles falta algum tipo de informação, seja o período em que permaneceu no emprego anterior, seja alguma experiência”, afirma Borela.

Nem sempre o candidato mais preparado é a melhor escolha para a vaga. Daí a importância da descrição do perfil da pessoa ideal para cada um dos cargos da empresa. “Muitas vezes, o melhor candidato não combina com o perfil da empresa, tem personalidade muito forte ou não sabe trabalhar em equipe. É mais conveniente dispensá-lo e preservar o ambiente de trabalho”, conclui.


Fonte: Jornal de Negócios Sebrae/SP - Edição 251 Fevereiro de 2015 - pág8.

Na última quinta-feira, dia 29 de maio, a 5a. In ROCK do mês, com o tema “O Corpo Fala! E o seu, o que diz?”, trouxe para a Universidade Quantum convidados importantes e muito autoconhecimento. Afinal, nosso corpo é reflexo de nossas ações, pensamentos e sentimentos. A tela que projeta todas as emoções. O inconsciente não se engana e manda respostas e sinais o tempo todo, somatizando problemas e questões não resolvidas e comunicando-se conosco através da linguagem do corpo. Como um templo de morada, deve receber cuidado e respeito. Você geralmente escuta o que seu corpo quer dizer?

Esse evento, que é realizado toda última quinta-feira do mês, em um encontro quântico de ideias que nasceu da vontade de garimpar pelo mundo tudo o que há de mais inspirador, falou sobre coragem na prática que significa realizar. A busca pela felicidade parte do que se faz por si e pelo outro. Afinal, o que você merece?

Veja um pouco de tudo o que rolou.

Excelência Pessoal. Mudança de vida pelo esporte - Com Carla Rosa

Assista à entrevista completa

Logo cedo, às 11 horas, Carla Rosa abriu os trabalhos falando sobre reeducação alimentar, atividade física, saúde e persistência. Com 26 anos, sofreu a vida toda com questões sobre seu peso. Apaixonada por esporte desde criança, chegou a se afastar disso por não encontrar disposição e ter vergonha de aceitar seu corpo. Formada em Turismo, abandonou a carreira para se descobrir no esporte. Conquistou o corpo ideal, vive uma vida de atleta e hoje estuda educação física com foco em saúde, para atender mulheres com problemas de obesidade.

Comunicação. A fala através do corpo - Com Thais Alves

Assista à entrevista completa

Às 14 horas recebemos a presença de Thais Alves, consultora e personal de comunicação, apresentação de programas sobre comunicação da TV Jovem Pan On-line e Jovem Pan AM, autora de diversos livros de comunicação, convidada especial para abordar a comunicação não verbal. Os recursos do corpo nos processos de comunicação, a interferência dos fatores emocionais, a presença cênica e o autoconhecimento. Afinal, vinda de uma família intelectual, Tais aprendeu que uma pessoa boa na comunicação tem consciência corporal. “Qual o maior desafio para viver, dentro das empresas FORA DA CAIXA? O mundo moderno tem que preparar as pessoas não somente para dar a informação: o segredo para preparar efetivamente é fazer sonhar junto. Faça SONHAR JUNTO! Na empresa, na família, na vida social. Aprenda a criar sinergia.” Thais Alves

Analista Quântico do Mês - Com Samuel Nunes

Assista à entrevista completa

Às 15:30, recebemos Samuel Stafanato, coordenador de Recursos Humanos na American Tower, uma multinacional Americana. Há quatro anos ele utiliza o Método Quantum em seus processos de trabalho e garante a assertividade de 98,7% na aplicação do Método. Por lá a ferramenta está presente nos processos de seleção, principalmente nos candidatos finalistas, processos de assessment, promoções, mudanças de áreas e mapeamento de perfis. Escolhido o Analista Quântico convidado do mês, ele nos conta sobre as transformações de vida das pessoas e o desenvolvimento a partir da utilização do Método Quantum. "O reconhecimento que ganhamos como papel estratégico a partir do uso do Método Quantum é sensacional. Me tornar um ponto de ajuda no desenvolvimento das pessoas é energizante." Samuel Stafanato.

A Promoção do Bem-Estar no Mundo Corporativo - Com Claudia Riecken

Assista à entrevista completa

“Você já teve um projeto ou um momento de trabalho que te fez sentir super vencedor? Por que você se sentiu assim? Foi desafio? Foi aprendizagem? Foi tesão? Por quê?”. Para encerrar o dia de forma especial, às 17 horas tivemos a ilustre presença da presidente do Grupo e autora do Método Quantum, Claudia Riecken, que falou sobre um dos temas mais discutidos na atualidade: qualidade de vida no mundo corporativo. Recursos e fatores que no dia a dia fazem a diferença na vida das pessoas e mantêm a saúde profissional. "Bem-estar no mundo do trabalho: queira jogo, negocie com justiça." Claudia Riecken

Quer saber como participar da 5a. In ROCK de abril? Mande um e-mail para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

Inspiração, expressão e percepção. Thais Alves, consultora e personal de comunicação, autora de diversos livros de comunicação e apresentadora de programas sobre comunicação na Jovem Pan On-line e Joven Pan AM, nos fala sobre os recursos do corpo nos processos de comunicação, a importância da comunicação não verbal e a interferência dos fatores emocionais. Convidada especial da 5a. In ROCK, estará AO VIVO e ON-LINE em entrevista exclusiva na Universidade Quantum dia 29 de maio às 14 horas.

A comunicação é a ferramenta de conexão das pessoas. Com ela, relações, ciclos e laços são feitos e desfeitos. Porém, as pessoas costumam atentar-se apenas à comunicação verbal, a fala, mas e a comunicação não verbal, o corpo e suas mensagens?

Todos já ouviram falar em inteligência emocional. Em resumo, as emoções que sentimos todos os minutos em nossas vidas têm cara, jeito, expressões. Podemos achar que essa história de “poder de pensamento” é bobagem, mas há sempre um estímulo externo, e os seus pensamentos intensificam isso ainda mais. Quando estamos tristes, nosso corpo fica triste. Quando estamos felizes, sorrindo, estamos relaxados. Nosso corpo é nosso maior instrumento de comunicação com o mundo.

Transparecemos nossas emoções positivas ou negativas. Quando não gostamos de algo ou alguém, ou quando estamos com medo, ou ainda quando nos sentimos inseguros... Tudo transparece, tudo vem à tona.  Não adianta nos preocuparmos só com conteúdos e conceitos se não fortalecermos nossa postura corporal. É preciso ter consciência de quem somos, de nossas emoções, de nossas histórias vividas, para, aí sim, ter uma boa performance em comunicação.

Segundo Thais, a postura, os ossos, a expressão do rosto, tudo vai se modificando de acordo com as histórias vividas. É preciso conhecer – reconhecer – e assumir tudo o que faz parte da nossa bagagem, para assim sermos donos de nós mesmos e da impressão que causamos nos outros. Afinal, cada um tem um estilo, uma personalidade, um jeito de ser.


Mas como perceber o nosso estilo de comunicação e saber de que forma isso interfere nas pessoas? Thais assegura: “Além do estilo próprio (que poucas pessoas conhecem e valorizam), há as interferências diárias: emoções, tristezas, raivas. Tudo isso impacta e interfere nas pessoas que nos cercam: quando estamos felizes, quando estamos alegres, quando estamos com medo vamos interferindo nas emoções das pessoas próximas. É o que chamo de marca pessoal. Deixamos uma impressão, positiva ou negativa, em todos os momentos da vida (profissional ou pessoal)”.

O segredo é traçar o melhor caminho para uma comunicação limpa e ter consciência das nossas múltiplas comunicações: intelectual, emocional e física. É quase o trabalho do ator: ele decora as falas, assume no corpo seu personagem e interioriza a emoção da história. O que precisamos hoje é: CONSCIÊNCIA DE QUEM SOMOS, DE ONDE ESTAMOS E DO QUE QUEREMOS.

Thais será convidada especial da 5a. in ROCK Maio – “O corpo fala! E o seu, o que diz?”, e estará AO VIVO e ON-LINE às 14 horas na Universidade Quantum.

INSCREVA-SE e ASSISTA pelo link: https://www.eventials.com/quantum/comunicacao-a-fala-atraves-do-corpo-com-thais-alves/

Claudia Riecken, presidente do Grupo Quantum e autora do Método Quantum em entrevista exclusiva com a Analista Quântica de Abril, Carolina Caldeira.

Carolina Caldeira é uma apaixonada pelo Quantum. Há sete anos utiliza a ferramenta, indica e leva para todos os seus projetos. Atualmente desenvolve um trabalho de recrutamento, treinamento e desenvolvimento e garante que é possível, de forma comprovada, ter uma assertividade maior em todos os processos a partir da aplicação da ferramenta.

Formada em Psicologia, com especialização em Gestão Estratégica de Pessoas, Carolina trilha sua carreira de dez anos em Recursos Humanos, com atuação generalista, passando por todos os subsistemas. Os últimos sete anos foram dedicados ao seguimento da construção civil, cujo foco estava no desenvolvimento e treinamento. Em seu atual desafio, é responsável pela área de Talent Management, na qual gerencia o Recrutamento a Retenção de Talentos.

Ao longo de sua trajetória, a principal conquista adquirida foi a contribuição com o crescimento profissional de muitas pessoas, como, por exemplo, a implementação da Gestão por Competência como forma de alinhamento de toda estratégia das empresas em comportamentos esperados.

Para ela, o Quantum possibilita autoconhecimento, que é o ponto de partida para o reconhecimento de nossas características. E é a partir dele que podemos entender as próprias emoções, entender o que nos motiva, perceber as emoções dos outros, melhorar nossos relacionamentos e, portanto, transformar pessoas e situações.

Meu papel nesse processo é não só interpretar o mapa quântico como relacioná-lo ao dia a dia da pessoa, ao trabalho e às relações, trazendo exemplos concretos e reflexões sobre sua atuação, identificando Gaps e possíveis iniciativas para desenvolvê-los. Com a ferramenta, é possível recrutar as melhores pessoas, treinar identificando as necessidades e desenvolver mapeando Gaps”, diz Carolina.

Escolhida Analista Quântica de Abril, wonderful arab dating sites Carolina Azevedo é nossa convidada da 5a. in ROCK ABRIL, e participará de uma entrevista AO VIVO e ON-LINE com a presidente do Grupo Quantum e Autora do Método Quantum, Claudia Riecken. Sobre as transformações de vida geradas a partir do Método Quantum. Sua experiência, suas descobertas e suas histórias.

ACOMPANHE A ENTREVISTA: Assista dia 27 de março às 18:00h, AO VIVO E ON-LINE, pelo link:

https://www.eventials.com/quantum/5a-in-rock-fev-analista-quantica-do-mes-carolina-azevedo/

Na última quinta-feira, dia 27 de março, a 5a. In ROCK do mês, com o tema “Mãos a Obra: Construindo seu Destino”, trouxe para a Universidade Quantum convidados importantes, cheios de autoconhecimento e experiência na bagagem. Falamos então sobre construção do destino e realização para além dos sonhos. Foco, determinação e coragem. Go!

Esse evento, que é realizado toda última quinta-feira do mês, em um encontro quântico de ideias que nasceu da vontade de garimpar pelo mundo tudo o que há de mais inspirador, falou sobre responsabilizar-se por sua trajetória. Identificar e reconhecer suas forças e potenciais e aplicá-las no mundo junto aos seus talentos. Mas como fazer?

Ainda encontramos uma posição perigosa assumida pelas pessoas: a des-responsabilidade sobre sua trajetória.  Responsabilizar-se é responder por si, por suas necessidades, por seus talentos e potenciais. Escolher os vínculos e se perguntar o que, de fato, nascerá dessa relação – profissional, social, amorosa. E o que, de fato, nascerá da relação entre você e você mesmo. E foi isso que abordamos nesse mês de março.

Veja um pouco de tudo o que rolou:

TRILHAS DE DESENVOLVIMENTO


ASSISTA A ENTREVISTA COMPLETA ON LINE

Tatiana Alvares, Diretora da Universidade Quantum, e Jandy de Paulo, diretora Premium, deram início aos trabalhos falando sobre as Trilhas de Desenvolvimento da Universidade Quantum e a importância em responsabilizar-se por si. Como construir trilhas baseadas nos talentos desenvolvidos e no potencial ainda a ser explorado.  A decisão sobre esse desenvolvimento é sua. O que você vive, como você vive e o que constrói com isso?

 

PLANO DE NEGÓCIOS & MARCA PESSOAL

ASSISTA A ENTREVISTA COMPLETA ON LINE

Depois da decisão vem...? Planejamento. Gaste mais tempo descobrindo, entendendo, sabendo o que é VALOR, qual o comportamento de quem vai consumir seu produto/serviço. Estabeleça esse vínculo entre o que você faz e as pessoas. Básico bem-feito. Gera o 'Uau!', e se estamos falando de marca pessoal, a estratégia é a mesma: responsabilizar-se é o objetivo. O que você é hoje, o que quer ser e onde quer chegar? Alexandre Mello, com mais 25 anos de experiência acadêmica e executiva em grandes empresas multinacionais e grandes universidades, nos conta um pouco de como construiu sua trajetória até aqui com dicas exclusivas para eliminar o bicho de sete cabeças em torno do Plano de Negócios. Como começar?

 

A ESSÊNCIA DE CADA UM SEM JULGAMENTOS


ASSISTA A ENTREVISTA COMPLETA ON LINE

Gente certa no lugar certo, felicidade e satisfação. Os responsáveis pelo desenvolvimento humano dentro das organizações exercem um papel muito importante na vida dos colaboradores. “Temos que ter cuidado em contratar a pessoa certa pro lugar certo porque o resultado disso é gente feliz. A gente pode promover muita diferença na vida do outro com o autoconhecimento.” Palavras vindas de Andrea Amiratti, a Analista Quântica do mês, que nos conta um pouco de como o Quantum lhe trouxe um novo olhar para tudo e a esperança de que cada vez mais é possível tratar as pessoas da maneira como deveria ser feito: com respeito, amplitude, resgate e potencialização de habilidades e competências.

 

REALIZAR. NA PRÁTICA A CONSTRUÇÃO DO DESTINO

ASSISTA A ENTREVISTA COMPLETA ON LINE

E quando chega aquele determinado momento da vida em que o seu verdadeiro talento fala mais alto? O que fazer? Colocar nossos talentos no mundo é uma missão. Construir o destino pode significar também construir uma estratégia elaborada. Felipe Fonseca, apresentador, locutor e ator, nos conta um pouco de como transformou sua vida – de vendedor de carros a apresentador de TV – e realiza diariamente em prol de seu objetivo. “A intuição muitas vezes fala mais alto sobre qual caminho seguir, é preciso ouvir. Planejo muitas coisas, mas sabendo que a vida pode me dar outros rumos quando eu menos esperar. Acredito muito que somos o que pensamos. Descobri... Isso é o que acredito ser ’construir o meu destino’".

 

CLAUDIA RIECKEN EM: CONSTRUINDO SEU DESTINO

ASSISTA A ENTREVISTA COMPLETA ON LINE

Pra fechar o dia com chave de ouro, a presidente do Grupo e autora do Método Quantum, Claudia Riecken, em entrevista exclusiva, nos fala sobre a relação de novos significados e motivações legítimas para construir o nosso destino, individual e coletivo, a partir do cenário controvertido no Brasil e no mundo.  A importância de colocar a palavra para andar, de buscar a resiliência para lidar com situações adversas e de não julgar o outro pelo comportamento, mas sim olhar para o coração.

 

Quer saber como participar da 5a. In ROCK de abril? Mande um e-mail para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .


Entrevista com Felipe Fonseca

Determinação, alegria e senso crítico. Felipe Fonseca, 24, apresentador, locutor, repórter, mestre de cerimônias, ator... Na veia a comunicação corre como sangue. Com uma voz marcante e sorriso estampado, seu instinto empreendedor e sua atitude diária de vencedor lhe dão ferramentas necessárias para seu principal objetivo: a construção de seu destino.

Felipe sempre teve o lado artístico no sangue. Ambicioso, começou a trabalhar como vendedor de carros desde muito cedo, sua voz e carisma eram sua principal ferramenta. Conquistava clientes… E fãs. Com isso, as oportunidades de vender na TV apareceram: “As concessionárias faziam mídia na TV e com isso comecei a gravar como representante da loja. Todos falavam que eu tinha potencial e realmente me encontrei, retomando assim o interesse de me tornar um profissional do meio artístico.” Felipe tem determinação. Sabe que é preciso escutar a intuição para seguir o melhor caminho, mas sabe também que é necessário planejar, colocar as mãos na massa e, com disposição, enfrentar todas as curvas que a estrada apresentar.

Atualmente apresentador no Shop Tour Guarulhos e TV +, realiza trabalhos corporativos e locuções e desenvolve diversos projetos em plataforma web. Formado em Propaganda e Marketing, cursa teatro profissionalizante e tem como plano imediato sair do varejo e ingressar como apresentador e ator em uma TV com mais possibilidades de divulgação: “Quero me formar como ator e ir de peito aberto ao que vier. Sabendo que esta carreira artística é maluca, procuro me preparar a cada dia e estudar, estudar e estudar. Não quero deixar que nenhuma oportunidade passe por estar despreparado. Nunca se sabe quem pode te ver e onde pode chegar.”, diz felipe.

Qual foi o momento - o start - que te apresentou o verdadeiro caminho a seguir?

Não era feliz com a minha vida! Tinha uma boa renda, mas uma péssima carga horária e não me via naquela situação por muito tempo. Conversando com profissionais do meio artístico vi a possibilidade de viver do que "talvez" fosse realmente a minha vocação. Até então, tinha minhas dúvidas e precisava me colocar à prova. Comecei então a estudar com excelentes profissionais, logo após fiz o curso de Locutor/Animador para rádio e TV e fui aos poucos aprendendo com cada pessoa que conhecia na comunicação.

O que você acredita ser "construir o seu destino"?

Uma estratégia elaborada. A intuição muitas vezes fala mais alto sobre qual caminho seguir, é preciso ouvir. Planejo muitas coisas, mas sabendo que a vida pode me dar outros rumos quando eu menos esperar. Engraçado isso, já que tentamos fazer com que nossa vida seja exatamente o que queremos, quando não podemos ter esse controle. Ou podemos? Acredito muito que somos o que pensamos. Descobri... Isso é o que acredito ser "construir o meu destino". Somos o que pensamos e certamente realizamos. Não quero rótulos e muito menos parecer limitado a apenas um mercado.


Felipe é nosso convidado da 5a. In ROCK de março, evento mensal com convidados na trilha do desenvolvimento humano, excelência pessoal, empreendedorismo, comunicação e gestão. Ele participará de um bate-papo na Universidade Quantum ao vivo e on-line às 16:30h:

Para assistir AO VIVO e ON LINE acompanhe pelo linkhttps://www.eventials.com/quantum/5a-in-rock-marco-entrevista-com-felipe-fonseca/

Saiba mais sobre a grade completa da 5a. In ROCK.

As Interpretações de Mapa tinham na mira a transformação das pessoas pelo olhar a si, gerando a partir disso um time de liderança (CEOs, Diretores, Superintendentes e Gerentes) capaz de propor e engendrar resultados de alta performance em suas equipes e no destino da MarketData.

Página 1 de 4