Português Español English

QUACC

Amizade no Trabalho por Nathalia Damasceno e Evelise Oliveira

Todos nós temos aquele amigo para ligar às 2h da manhã depois de sair de um bar, ou aquele amigo do churrasco de domingo, aquele que escuta a gente chorar, amigos de infância, amigos de escola, faculdade, amigos de trabalho. Este último em questão sempre gerou muitas discussões: como ser amigo e ser profissional? Como ser amigo e ser chefe? A resposta é: maturidade.

Toda relação de amizade exige que tenhamos maturidade para ser amigo, exige que existam limites, os nossos limites, os limites do outro, limites para respeitar. Que fiquemos confortáveis em ser nós mesmos porque teremos alguém para entender esse nosso jeito. Relações profissionais exigem maturidade e limites como toda relação, mas ficam melhores se também tivermos um amigo.

Existem empresas que não incentivam a relação de amizade entre os colegas de trabalho Pense bem, passar o dia com aquela pessoa e não poder criar vínculo? Colegas de trabalho são as pessoas com que passamos a maior parte do nosso dia. Uma pesquisa feita pela rede profissional LinkedIn diz que, em todos os países pesquisados, 46% dos profissionais dizem que a amizade é importante para trazer felicidade no trabalho. Segundo os entrevistados, manter relacionamentos pessoais na empresa faz com que eles se sintam conectados, mais motivados e produtivos. O estudo comparou os resultados para diferentes gerações de profissionais: entre a geração Y (pessoas entre 18 e 24 anos), 67% estão propensos a compartilhar detalhes pessoais, incluindo salário, relacionamentos e questões familiares com colegas de trabalho. Já na geração Baby Boomers (entre 55 e 65 anos), apenas um terço mantém esse relacionamento.

Perguntamos para nossa Chief Human e Happiness Officer, Jandira de Paulo, sobre as relações de amizade no trabalho: “Muitos já falaram sobre este tema, mas creio que um ambiente saudável impacta diretamente nos indicadores de resultados e na tomada de decisão, afinal o clima organizacional saudável é fator determinante nas equipes de alta performance... Boas relações no trabalho são uma parte fundamental na vida profissional. Amigos de trabalho tornam a vida melhor e aumentam a satisfação profissional. É muito bom ter verdadeiros amigos no trabalho!”.

Para que a relação seja saudável, é preciso separar a amizade e as funcionalidades do trabalho. Seja gentil, mas seja firme. Tome as decisões necessárias de acordo com a sua função e o seu cargo, imponha-se. Aquele amigo vai entender se você o respeitar. Por mais duro que você precise ser, não seja grosseiro. Entenda que o outro também possui limites. Amizade entre chefe e subordinados é totalmente possível desde que haja maturidade para entender que, no trabalho, aquele amigo é seu chefe e precisa ter o comando, precisa criar soluções, desde que o chefe entenda que precisa comandar sem humilhar, só porque ele é seu amigo e você na cabeça dele tem que entender como ele é. Nada de excessos.

 

Respeito, gentileza e humildade são três ferramentas que farão qualquer amizade perdurar; principalmente no ambiente profissional, precisamos regar a amizade com essas três atitudes dia após dia. Amizade se constrói: quando está sólida, não é qualquer ventinho que vai derrubá-la, até mesmo aquele ventinho que aparece em algumas situações no ambiente de trabalho. Seja feliz, seja amigo do seu companheiro de trabalho.

Na última quinta-feira, dia 29 de maio, a 5a. In ROCK do mês, com o tema “O Corpo Fala! E o seu, o que diz?”, trouxe para a Universidade Quantum convidados importantes e muito autoconhecimento. Afinal, nosso corpo é reflexo de nossas ações, pensamentos e sentimentos. A tela que projeta todas as emoções. O inconsciente não se engana e manda respostas e sinais o tempo todo, somatizando problemas e questões não resolvidas e comunicando-se conosco através da linguagem do corpo. Como um templo de morada, deve receber cuidado e respeito. Você geralmente escuta o que seu corpo quer dizer?

Esse evento, que é realizado toda última quinta-feira do mês, em um encontro quântico de ideias que nasceu da vontade de garimpar pelo mundo tudo o que há de mais inspirador, falou sobre coragem na prática que significa realizar. A busca pela felicidade parte do que se faz por si e pelo outro. Afinal, o que você merece?

Veja um pouco de tudo o que rolou.

Excelência Pessoal. Mudança de vida pelo esporte - Com Carla Rosa

Assista à entrevista completa

Logo cedo, às 11 horas, Carla Rosa abriu os trabalhos falando sobre reeducação alimentar, atividade física, saúde e persistência. Com 26 anos, sofreu a vida toda com questões sobre seu peso. Apaixonada por esporte desde criança, chegou a se afastar disso por não encontrar disposição e ter vergonha de aceitar seu corpo. Formada em Turismo, abandonou a carreira para se descobrir no esporte. Conquistou o corpo ideal, vive uma vida de atleta e hoje estuda educação física com foco em saúde, para atender mulheres com problemas de obesidade.

Comunicação. A fala através do corpo - Com Thais Alves

Assista à entrevista completa

Às 14 horas recebemos a presença de Thais Alves, consultora e personal de comunicação, apresentação de programas sobre comunicação da TV Jovem Pan On-line e Jovem Pan AM, autora de diversos livros de comunicação, convidada especial para abordar a comunicação não verbal. Os recursos do corpo nos processos de comunicação, a interferência dos fatores emocionais, a presença cênica e o autoconhecimento. Afinal, vinda de uma família intelectual, Tais aprendeu que uma pessoa boa na comunicação tem consciência corporal. “Qual o maior desafio para viver, dentro das empresas FORA DA CAIXA? O mundo moderno tem que preparar as pessoas não somente para dar a informação: o segredo para preparar efetivamente é fazer sonhar junto. Faça SONHAR JUNTO! Na empresa, na família, na vida social. Aprenda a criar sinergia.” Thais Alves

Analista Quântico do Mês - Com Samuel Nunes

Assista à entrevista completa

Às 15:30, recebemos Samuel Stafanato, coordenador de Recursos Humanos na American Tower, uma multinacional Americana. Há quatro anos ele utiliza o Método Quantum em seus processos de trabalho e garante a assertividade de 98,7% na aplicação do Método. Por lá a ferramenta está presente nos processos de seleção, principalmente nos candidatos finalistas, processos de assessment, promoções, mudanças de áreas e mapeamento de perfis. Escolhido o Analista Quântico convidado do mês, ele nos conta sobre as transformações de vida das pessoas e o desenvolvimento a partir da utilização do Método Quantum. "O reconhecimento que ganhamos como papel estratégico a partir do uso do Método Quantum é sensacional. Me tornar um ponto de ajuda no desenvolvimento das pessoas é energizante." Samuel Stafanato.

A Promoção do Bem-Estar no Mundo Corporativo - Com Claudia Riecken

Assista à entrevista completa

“Você já teve um projeto ou um momento de trabalho que te fez sentir super vencedor? Por que você se sentiu assim? Foi desafio? Foi aprendizagem? Foi tesão? Por quê?”. Para encerrar o dia de forma especial, às 17 horas tivemos a ilustre presença da presidente do Grupo e autora do Método Quantum, Claudia Riecken, que falou sobre um dos temas mais discutidos na atualidade: qualidade de vida no mundo corporativo. Recursos e fatores que no dia a dia fazem a diferença na vida das pessoas e mantêm a saúde profissional. "Bem-estar no mundo do trabalho: queira jogo, negocie com justiça." Claudia Riecken

Quer saber como participar da 5a. In ROCK de abril? Mande um e-mail para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

Na última quinta-feira, dia 27 de março, a 5a. In ROCK do mês, com o tema “Mãos a Obra: Construindo seu Destino”, trouxe para a Universidade Quantum convidados importantes, cheios de autoconhecimento e experiência na bagagem. Falamos então sobre construção do destino e realização para além dos sonhos. Foco, determinação e coragem. Go!

Esse evento, que é realizado toda última quinta-feira do mês, em um encontro quântico de ideias que nasceu da vontade de garimpar pelo mundo tudo o que há de mais inspirador, falou sobre responsabilizar-se por sua trajetória. Identificar e reconhecer suas forças e potenciais e aplicá-las no mundo junto aos seus talentos. Mas como fazer?

Ainda encontramos uma posição perigosa assumida pelas pessoas: a des-responsabilidade sobre sua trajetória.  Responsabilizar-se é responder por si, por suas necessidades, por seus talentos e potenciais. Escolher os vínculos e se perguntar o que, de fato, nascerá dessa relação – profissional, social, amorosa. E o que, de fato, nascerá da relação entre você e você mesmo. E foi isso que abordamos nesse mês de março.

Veja um pouco de tudo o que rolou:

TRILHAS DE DESENVOLVIMENTO


ASSISTA A ENTREVISTA COMPLETA ON LINE

Tatiana Alvares, Diretora da Universidade Quantum, e Jandy de Paulo, diretora Premium, deram início aos trabalhos falando sobre as Trilhas de Desenvolvimento da Universidade Quantum e a importância em responsabilizar-se por si. Como construir trilhas baseadas nos talentos desenvolvidos e no potencial ainda a ser explorado.  A decisão sobre esse desenvolvimento é sua. O que você vive, como você vive e o que constrói com isso?

 

PLANO DE NEGÓCIOS & MARCA PESSOAL

ASSISTA A ENTREVISTA COMPLETA ON LINE

Depois da decisão vem...? Planejamento. Gaste mais tempo descobrindo, entendendo, sabendo o que é VALOR, qual o comportamento de quem vai consumir seu produto/serviço. Estabeleça esse vínculo entre o que você faz e as pessoas. Básico bem-feito. Gera o 'Uau!', e se estamos falando de marca pessoal, a estratégia é a mesma: responsabilizar-se é o objetivo. O que você é hoje, o que quer ser e onde quer chegar? Alexandre Mello, com mais 25 anos de experiência acadêmica e executiva em grandes empresas multinacionais e grandes universidades, nos conta um pouco de como construiu sua trajetória até aqui com dicas exclusivas para eliminar o bicho de sete cabeças em torno do Plano de Negócios. Como começar?

 

A ESSÊNCIA DE CADA UM SEM JULGAMENTOS


ASSISTA A ENTREVISTA COMPLETA ON LINE

Gente certa no lugar certo, felicidade e satisfação. Os responsáveis pelo desenvolvimento humano dentro das organizações exercem um papel muito importante na vida dos colaboradores. “Temos que ter cuidado em contratar a pessoa certa pro lugar certo porque o resultado disso é gente feliz. A gente pode promover muita diferença na vida do outro com o autoconhecimento.” Palavras vindas de Andrea Amiratti, a Analista Quântica do mês, que nos conta um pouco de como o Quantum lhe trouxe um novo olhar para tudo e a esperança de que cada vez mais é possível tratar as pessoas da maneira como deveria ser feito: com respeito, amplitude, resgate e potencialização de habilidades e competências.

 

REALIZAR. NA PRÁTICA A CONSTRUÇÃO DO DESTINO

ASSISTA A ENTREVISTA COMPLETA ON LINE

E quando chega aquele determinado momento da vida em que o seu verdadeiro talento fala mais alto? O que fazer? Colocar nossos talentos no mundo é uma missão. Construir o destino pode significar também construir uma estratégia elaborada. Felipe Fonseca, apresentador, locutor e ator, nos conta um pouco de como transformou sua vida – de vendedor de carros a apresentador de TV – e realiza diariamente em prol de seu objetivo. “A intuição muitas vezes fala mais alto sobre qual caminho seguir, é preciso ouvir. Planejo muitas coisas, mas sabendo que a vida pode me dar outros rumos quando eu menos esperar. Acredito muito que somos o que pensamos. Descobri... Isso é o que acredito ser ’construir o meu destino’".

 

CLAUDIA RIECKEN EM: CONSTRUINDO SEU DESTINO

ASSISTA A ENTREVISTA COMPLETA ON LINE

Pra fechar o dia com chave de ouro, a presidente do Grupo e autora do Método Quantum, Claudia Riecken, em entrevista exclusiva, nos fala sobre a relação de novos significados e motivações legítimas para construir o nosso destino, individual e coletivo, a partir do cenário controvertido no Brasil e no mundo.  A importância de colocar a palavra para andar, de buscar a resiliência para lidar com situações adversas e de não julgar o outro pelo comportamento, mas sim olhar para o coração.

 

Quer saber como participar da 5a. In ROCK de abril? Mande um e-mail para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .


5a In Rock - FEVEREIRO/14 - “Olhando o Mapa: Cada Coisa em seu Lugar”

Apertem os cintos, o piloto agora sou eu.

Depois de uma arrancada é preciso olhar para os planos e escrever o projeto.

 

5a in Rock! é um encontro quântico, quantificado de valores.

Um encontro de ideias, que nasceu da nossa vontade de garimpar pelo mundo tudo o que há de mais vital e inspirador.

Afinal queremos descobrir gente: boa, quântica, debruçadas nos seus objetivos e com suas excelências.

Queremos prestigiar, brindar o melhor e dar espaço para expressões criativas de resultados.

Programação dos Horários :

 

TEMAS:

 

Gestão e Liderança - Café da Manhã Quantum Assessment: Assertividade nas Contratações. Gente certa no lugar certo. Como reter seus talentos?


10h as 12h

Encontro de líderes, gestores e profissionais de rh, em um espaço para debater ideias, mostrar cases e obter respostas para transformar seu time, sua empresa e seu mercado proporcionando um desempenho sustentado, sistêmico e estratégico.

Excelência Pessoal: "Mulheres no Comando"


14h as 15h

Em homenagem ao Dia das Mulheres, um encontro de mulheres quânticas, que transformaram suas vidas a partir de uma boa olhada no mapa. Mudança pro rumo certo.

Analista Quântico do Mês - Transformação de vidas com o Método Quantum.


Rubens de Paula

15h as 16h

“O que levamos da vida? Nada. O que deixamos? Riquezas. E não falo de riquezas materiais, mas de riquezas chamadas lembranças. Em cada mapa quântico que analiso eu levo a lembrança da surpresa de meus clientes, quase um êxtase, por finalmente terem descoberto quem são, felizes por entenderem a beleza de que sua natureza é a mais linda e perfeita para ele.” É dessa forma que Rubens expressa a importância do trabalho que tem realizado nos últimos tempos com a utilização do Método Quantum em seu trabalho como Coach.

 

Claudia Riecken em Liderança: A Sintonia entre Elas e Eles.

17h

Todos somos iguais. Homens e mulheres na mesma oportunidade de VIVER. E viver significa realizar. O Dia das Mulheres e suas conquistas vem chegando. Nada mais de diferenças, vamos falar sobre a sintonia entre eles e elas..

Lutas e guerras religiosas, de deuses a santos, de Apolo a Alá, por séculos e séculos antes do conhecido se fazem valer pela fé e pelo poder. Um norte, um porto pra ancorar no fim da jornada, uma crença, alguém para colocar as culpas e as bênçãos. Um dEUs. Um eu. Eu! A fé está, enfim, naquilo que procuramos dentro de nós. Busca ou fuga? Transpor o medo do desconhecido ou do que é claro e profundo em nós. Aceitar nossas capacidades, olhar pro que brilha a pupila. “Levante os olhos, olhe de frente pra ela, olhe nos fundo dos olhos dela”, Silvio César já dizia em sua música. Se autoconhecer floresce a vida... E acorda dragões. Fato! É preciso enfrentá-los! Se autoconhecer nos faz mover-nos pelo centro dos chakras, pelo olho no olho, pela crença na alma.

 

A nova ciência, a quântica, concretiza o subjetivo inquieto em nossa existência.  Aquele dos palpites, das coincidências, sonhos e intuições... Aquele do “não morre tão cedo, acabei de pensar em você!”. Por vezes, basta dar atenção àquela voz interior. Basta quebrar as barreiras que nosso Superego nos impôs. "A gente tem sempre duas escolhas diárias: Fé ou Medo!". Movidos por ela, a gente define os padrões de nosso comportamento, e refletido nas ações diárias, vamos escrevendo nosso destino.

Na física quântica, pela visão de Amit Goswami, que se tornou mundialmente conhecido ao participar e expor suas ideias no filme Quem Somos Nós?, de 2005, o papel do observador é o mais importante: é ele quem define as escolhas. Vejam, em um país onde as emoções são valorizadas, e que cada vez mais são recursos para ativar manifestações e lutas por um governo mais justo, como negar a importância que têm em nosso interior? Os relacionamentos, dos amorosos aos profissionais, o consumo, a religião, tudo se dá com base no que sentimos, no que a realidade causa em nós. Se transbordarmos o dia com negativismos, falta de esperança, raiva, rancores, de que forma será o destino que iremos construir? Perceba, o não reconhecimento da emoção é barreira que impede o fluxo mais poderoso da vida. Para lidar com as perdas, para lidar com os insucessos, para lidar com recomeços também. Oh good, mas a vida é feita de recomeços. Não é?

Claudia Riecken, autora do Método Quantum, neurocientista e presidente do Grupo Quantum Assessment, quando questionada sobre os principais motivos da criação do Método, disse que as pessoas precisavam ter a certeza do mais profundo dentro de cada uma delas e, a partir daí, criar o melhor caminho, consciente de suas qualidades e de seus pontos de atenção. A hora de se validar é AGORA! Atual é estar https://sweetdatings.wordpress.com/ older women dating sites em desenvolvimento. Para que o racional, o objetivo da coisa, as decisões estejam a serviço do bem estar e do crescimento, o mundo interno precisa do nosso olhar atento, curioso e amoroso, claro. Desenvolver-se exige coragem, exige estudo sobre si mesmo e sobre o mundo. Mas vale a pena. Nós garantimos!

Motivação, uma das palavras mais importantes e desafiadoras no dia a dia de pessoas, empresas, profissionais, líderes e gestores. O grande desafio? Manter talentos motivados a performarem. Saber do potencial de determinada pessoa, dar espaço e ferramentas para que ela possa alcançar seu potencial. Um talento não aproveitado pode gerar perda de produtividade, desânimo e, consequentemente, poluir o ambiente de forma viral.

Ontem, 09/04, tive o privilégio de assistir a pré-estréia de um filme que promete ser um agente transformador de gente. Chama-se “Quem se Importa?”, de Mara Mourão (Cientista brasileira premiada e autora de curta e longa metragens de renome mundial).

Professores defendem que ensino de letra de mão, banida em Indiana (EUA), ajuda a assimilar significados e desenvolver personalidade

Por Marina Morena Costa

“Que letra feia!” Os recados dos professores para que alunos escrevam com letra legível estão com os dias contatos no Estado norte-americano de Indiana. O governo tornou opcional o ensino da letra cursiva (de mão), que deverá ser banido definitivamente nos próximos anos e em outros 40 Estados, que integram uma iniciativa de padrão comum de currículo escolar. Para educadores brasileiros, a mudança não deve ocorrer por aqui, pois, diferentemente dos EUA, computadores e tablets estão longe de substituir totalmente caneta e papel.

Fazer com que as pessoas que trabalham com você produzam o melhor que elas podem oferecer é, certamente, um dos maiores desafios das empresas. As pessoas buscam felicidade profissional, almejam bons salários, buscam permanente motivação para alcançar metas e querem estar satisfeitas no ambiente de trabalho.

A área de Recursos Humanos apresenta-se como parte estratégica nessa busca da felicidade profissional. O objetivo não é simples, mas gera resultados extremamente positivos para a produtividade das empresas. O primeiro passo desse desafio é transformar, na equipe, o conceito de empregados para colaboradores.

Por empregado, entende-se um profissional contratado para realizar determinada função. De certo modo, uma relação de pouco engajamento com o “querer crescer” junto com a empresa. Os colaboradores, por outro lado, trazem um significado de maior engajamento e responsabilidade com os objetivos, porque fica subentendido que quem colabora também cresce.

Mudar o espírito da equipe requer tornar produtivo o relacionamento na empresa: maior assertividade no processo de seleção e recrutamento, estudo de clima organizacional, criação de métricas para promoção de cargos e salários, entre outras possibilidades na gestão de pessoas.

O Método Quantum é uma abordagem de autoconhecimento que revela características de comportamento, auxiliando a identificação de quais são os talentos da sua equipe e como desenvolver habilidades nela que contribuam para melhorar a produtividade da sua empresa.

Investir na qualidade do capital humano é investir diretamente na qualidade de seu produto ou serviço. Nós, do Método Quantum, estamos à disposição para ajudar neste desafio.

Os tempos estão cada vez mais difíceis. A competição acirrada aliada à Globalização obriga as empresas a tomar decisões rápidas, porém, nem sempre adequadas. Uma das primeiras medidas que algumas empresas tomam é diminuir o gasto em treinamento e desenvolvimento esperando retorná-los mais tarde, quando as coisas começarem a melhorar. Porém, a lição de casa precisa ser feita, e a empresa que implanta uma base de valores sólida e consistente consegue manter os empregados e ainda sair na frente dos concorrentes.

Como fazer isso? Bem, vamos começar com uma definição simples do Endomarketing. “...ações de Marketing para o público interno – FUNCIONÁRIOS – das empresas e organizações” (Bekin, 1995: XVII).

O grande desafio do Endomarketing é proporcionar aos empregados uma condição de aplicação de valores como: transparência, empatia, afetividade, comprometimento e cooperação, transformando esses valores em crescimento e desenvolvimento dos empregados, e conseqüentemente, em ganhos de produtividade.

Avaliando grandes empresas que implantaram o processo de Endomarketing (mesmo implantando parte do processo), observamos que os ganhos de produtividade foram enormes. Basta verificar no “Guia das melhores empresas do Brasil para você trabalhar”, da Revista Exame. Comparando os dados atuais das empresas com os dados de anos anteriores, podemos identificar grandes mudanças, mas, se verificarmos com mais profundidade e acompanharmos as empresas, notaremos o quê realmente mudou. A comunicação ficou mais clara, os empregados têm mais liberdade para expor suas idéias, os níveis hierárquicos foram simplificados e os empregados chegam a seus gerentes com mais facilidade.

A horizontalização chegou, e com isso, os empregados sentem-se mais seguros para tomar atitudes, pois conhecem muito mais a empresa que trabalham, a missão, visão, enfim, estão mais preparados para fazer a empresa crescer e a empresa também está preparada para permitir o crescimento e desenvolvimento de seus empregados, agora chamados com orgulho, de colaboradores.

O conhecimento do nível de escolaridade dos empregados e da cultura da empresa permite buscar e promover treinamentos que serão mais aproveitados pelos empregados, traduzindo em ganho de produtividade. Isso é um dos pilares do Endomarketing. Conhecer os valores dos empregados, respeitar a cultura da empresa, proporcionar um bem estar geral que condicione a um nível de satisfação e motivação e ainda, se transforme em ganhos reais de produtividade.

Melhorar o nível de escolaridade, treinar, diminuir o turn over, promover melhorias na comunicação interna e externa, incentivar os empregados a produzir trabalhos que reduzam custos e ainda manter os empregados satisfeitos é uma tarefa muito difícil para as empresas, mas, se o trabalho for levado a sério, partir da diretoria e contaminar os empregados de menor escalão, os ganhos serão enormes a médio e longo prazo.

O processo de implantação e consolidação do Endomarketing requer persistência, apoio do pessoal da área de Recursos Humanos, Marketing, Operacional, e, acima de tudo, da Diretoria. Os ganhos são imediatos, mas os resultados operacionais virão a partir do segundo ano de implantação. O gerenciamento do processo deve ser constante e os ajustes devem ser imediatos, para coibir falhas futuras. Um grupo deve coordenar o processo e formar multiplicadores nas diversas áreas da empresa, avaliando e implementando melhorias de acordo com a necessidade de cada área. O processo deve ser feito em etapas, e a cada etapa, o programa deve ser reavaliado para então continuar na etapa seguinte. Alguns programas de primeira etapa poderão ser consolidados na etapa seguinte, mas devem estar em andamento.

Vale ressaltar que, após a implantação da base de valores e consolidação do processo de endomarketing, todos os programas de melhorias operacionais ficarão mais fáceis de implantar, porque os empregados já estarão mais comprometidos com os resultados da empresa; e nessa etapa começam a aparecer os resultados concretos e visíveis pela Diretoria. Os custos de fabricação tendem a cair, pois cada empregado estará comprometido em promover melhorias operacionais, que gerarão redução de custos, e, cada redução no custo de produção pode gerar mais lucros para a empresa.

As empresas no Brasil deveriam conhecer mais o processo de endomarketing e suas etapas de implantação, para depois, implantarem programas de qualidade e melhorias operacionais. O desconhecimento das etapas de implantação pode fazer todo o processo fracassar, e a empresa perder a credibilidade junto aos seus colaboradores.

Um acompanhamento de todo o processo por um grupo de colaboradores das diversas áreas da empresa proporcionará um conhecimento profundo das reais necessidades dessas áreas e ajudará a traçar o planejamento e gerenciamento do processo de Endomarketing.

Quando o marketing interno é bem feito, o marketing externo será muito mais abrangente. Basta perceber o que os empregados dizem das empresas classificadas pela revista Exame como melhores empresas no Brasil para se trabalhar. Se cada empregado for multiplicador da boa imagem da empresa, os produtos fabricados por ela também serão bem aceitos pelos seus clientes.

Texto de José Geraldo Gaurink Diasno IFD Blog.

Página 1 de 2